Prefeitura realiza o I Baile da Melhor Idade

Para celebrar o Dia Internacional do Idoso, comemorado em 1º de outubro, a prefeitura de Maragogi, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), juntamente com o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) e o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), realizou nesta quarta-feira (04) o I Baile dos Idosos, na própria sede da SMAS.

Cerca de 80 idosos dos grupos Coração Valente e Anos Dourados se entregaram à dança com música ao vivo. Teve brincadeiras, lanches, diversão, e o resultado foi uma tarde especial e de muita descontração.

O secretário municipal de Assistência Social, Enildes Barbosa, destacou a importância do evento e parabenizou toda a equipe. “É um momento de alegria. Esta festa mostra a dedicação, e principalmente o amor e respeito pelo grupo da terceira idade.’’

O tema escolhido foi “Anos 60”, com a finalidade de resgatar às lembranças vivenciadas pelos beneficiários nessa época. Além da decoração, colaboradores e os idosos entraram no clima e usaram acessórios temáticos de acordo com o tema.

O evento contou com a presença da coordenadora do CRAS, Fabiana Bandeira, e da coordenadora do SCFV, Anna Karolynne.

1º de Outubro – Dia do Idoso

No 1º dia do mês de outubro celebra-se o Dia do Idoso no Brasil. Até 2006, o Dia do Idoso era comemorado em 27 de setembro. Isso porque, em 1999, a Comissão pela Educação, do Senado Federal, havia instituído tal data para a reflexão sobre a situação do idoso na sociedade, ou seja, a realidade do idoso em questões ligadas à saúde, convívio familiar, abandono, sexualidade, aposentadoria etc.

No dia 1º de outubro de 2003, porém, foi aprovada a Lei nº 10.741, que tornou vigente o Estatuto do Idoso. Pelo fato de o Estatuto ter sido instituído em 1º de Outubro, em 2006 foi criada uma outra lei (a Lei nº 11.433, de 28 de Dezembro de 2006) para transferir o Dia do Idoso para 1º de outubro. Vale salientar que desde 1994, com a Lei nº 8.842, o Estado brasileiro já havia inserido a figura do idoso no âmbito da política nacional, dado que essa lei criava o Conselho Nacional do Idoso.

O fato é que, com a criação do Estatuto do Idoso, em 2003, o Brasil começou a incorporar à sua jurisprudência resoluções de organizações internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial da Saúde (OMS). Sabe-se que, em 1982, a ONU elaborou, em Viena, na Áustria, a primeira Assembleia Mundial sobre o Envelhecimento. Dessa Assembleia, foi elaborado um Plano de Ação Internacional sobre o Envelhecimento que tinha 62 pontos, os quais passaram a orientar as reflexões, legislações e ações posteriores a respeito do idoso.

Texto: Letícia Magalhães e Suênia Ramos